página inicial   |    quem somos   |    como pesquisar   |    anuncie   |    fale conosco
     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News
PESQUISA RÁPIDA:
produto ou serviço:


Acid. Trabalho - Homem cai de altura de 3 metros e morre no primeiro dia de trabalho em obra no Acre


14/02/20

 Eduardo Nascimento, de 21 anos, morreu no local do acidente. Empresa diz que servidor era diarista.

 
O jovem Eduardo Freitas Nascimento, de 21 anos, morreu na manhã desta quarta-feira (12) ao cair de um andaime de 3 metros de altura em uma obra no bairro Jardim de Alah, em Rio Branco. De acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o jovem morreu ainda no local do acidente devido ao trauma da queda.
 
A família contou que era o primeiro dia de trabalho do jovem, que estava ajudando na cobertura da obra. Nascimento, segundo os familiares, trabalhava com bicos e sempre arrumava uma forma de ganhar dinheiro. Amigos e parentes estão no Instituto Médico Legal (IML) para liberar o corpo do jovem.
 
A tia dele, Vilma de Freitas disse que o menino era padeiro e, como estava desempregado, arranjou essa forma de ganhar dinheiro. Ele era filho único e tinha dois filhos, um de cinco e outro de 1 ano.
 
“Ele não tinha curso [de pedreiro], foi trabalhar do nada porque estava desempregado. Que ele já tinha falecido, a gente não sabe de nada, do que aconteceu, não apareceu ninguém da empresa, nem quem chamou ele. Estava vulnerável e aconteceu isso, ele era padeiro, nunca teve profissão de trabalhar em obra”, disse.
 
Ao G1, a empresa responsável pela obra explicou que Nascimento era um diarista e que, por isso, trabalha de forma autônoma, sendo contratado, particularmente, por um dos servidores. Isso acontece quando o pedreiro chama o ajudante e paga a diária diretamente a ele.
 
Mesmo assim, a empresa alega que o mestre de obras está acompanhando o caso desde o ocorrido e que pretende dar apoio à família. Sobre os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), a empresa garante que estavam disponíveis, mas que existe uma resistência para o uso.
 


Fonte: G1 Acre


Envie essa notícia para um Amigo


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Amigo:

E-mail do Amigo:

Mensagem:




Pesquisar Cursos













     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News


Área do Anunciante                     Maquinas Industriais   /   Br Domínio Hospedagem de Sites   /