página inicial   |    quem somos   |    como pesquisar   |    anuncie   |    fale conosco
     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News
PESQUISA RÁPIDA:
produto ou serviço:


Despesas com acidentes - Ex-funcionário vai receber R$ 380 mil em indenização por sofrer acidente de trabalho em RR


03/12/19

 Valor da indenização saiu após acordo entre ex-funcionário e empresa de turismo. Audiência foi mediada no Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região, em Boa Vista.

 
Um ex-funcionário de uma empresa de turismo vai receber R$ 380 mil em indenização por ter sofrido um acidente de trabalho.
 
A ação trabalhista corria desde 2015 e chegou após acordo entre as partes em audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho da 11ª Região (TRT11), em Boa Vista.
 
O ex-funcionário, segundo o TRT11, atuava como guia de turismo e era responsável por manter um hotel de selva em local isolado e de difícil acesso, distante pelo menos 6 horas de viagem de barco da cidade mais próxima, Caracaraí, na região Sul de Roraima.
 
Consta na ação que anualmente ele era contratado em outubro e demitido em março do ano seguinte, em razão da alta temporada.
 
O acidente ocorreu em 2012, quando o ex-funcionário levava 10 mil litros de combustível de barco até o hotel de selva. Na viagem, houve uma explosão e ele sofreu queimaduras 1º, 2º e 3º graus pelo corpo.
 
Na ação protocolada em 2015, ele pediu a Justiça do Trabalho que a empresa fosse obrigada a pagar rescisão indireta e indenização por danos morais e estéticos, além de pensão vitalícia e o pagamento de despesas com tratamentos médicos. O valor inicial da causa somava mais de R$ 499 mil.
 
Em sua defesa, a empresa alegou que, após o acidente, o trabalhador recebeu auxílio doença durante seis e depois de se recuperar voltou a trabalhar, não sendo necessário tratamento médico e pensão vitalícia.
 
Antes do acordo, foram concedidas duas sentenças favoráveis ao funcionário e o processo estava na fase execução, quando existe condenação, mas o devedor não cumpre a decisão judicial. Com isso, foi incluso na Semana Nacional da Conciliação.
 
A audiência foi realizada no Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (CEJUSC-JT) e as partes chegaram ao acordo, homologado pelo juiz titular da 3ª Vara do Trabalho de e coordenador do Cejusc-JT de Boa Vista, Raimundo Paulino Cavalcante Filho.
 
Em cinco dias da Semana da Conciliação, o Cejusc-JT em Boa Vista arrecadou R$ 667 mil em acordos. Foram realizadas 96 audiências de conciliação e homologados 32 acordos.
 


Fonte: G1


Envie essa notícia para um Amigo


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Amigo:

E-mail do Amigo:

Mensagem:




Pesquisar Cursos













     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News


Área do Anunciante                     Maquinas Industriais   /   Br Domínio Hospedagem de Sites   /